Categorias
Empreendedorismo

5 dicas para otimizar a gestão de fluxo de caixa do seu negócio

Gerenciar corretamente o fluxo de caixa é essencial para manter a saúde financeira da sua empresa. Venha saber quais são as nossas dicas para melhorar esse processo dentro do seu empreendimento.

Gestão do fluxo de caixa é um dos pilares do sucesso de uma empresa, independente do segmento. Controlando de forma organizada as entradas e saídas, o empreendedor consegue manter a saúde financeira do seu negócio.

Separamos a seguir, algumas dicas para aprimorar esse processo de gerenciamento que você pode adotar agora mesmo. Confira:

Determine uma periodicidade adequada

Em primeiro lugar, é preciso estabelecer com qual frequência você vai controlar o seu fluxo de caixa. Pode ser:

– Todos os dias;
– Uma vez por semana;
– Uma vez a cada quinze dias;
– Mensalmente.

A resposta correta é aquela que condiz com o seu negócio.

Por exemplo, costumam ser bastante dinâmicas, com dinheiro entrando e saindo diariamente:

– Empresas do setor varejista;
– Restaurantes;
– Estabelecimentos de prestação de serviços.

Portanto, a gestão deve acompanhar essa agilidade.

Detalhe importante: evite definir períodos muito longos, porque isso vai dificultar a organização. Especialmente se você ainda não tem o hábito de controlar o seu fluxo de caixa e estiver começando agora.

Separe despesas e receitas fixas

Seu negócio provavelmente tem despesas e receitas fixas ou aquelas que variam constantemente. Use isso como critério de separação. Ao visualizar suas despesas fixas, você já sabe antecipadamente parte dos gastos que o seu negócio tem ao longo do mês e consegue destinar a porcentagem da receita necessária para que essas contas não fiquem em aberto.

Inclusive, se possível, já deixe pagamentos futuros programados, como:

– Aluguel;
– Taxa de condomínio;
– Internet;
– E outras despesas que têm sempre o mesmo valor e data de vencimento.

Registre valores em abertos para receber

Caso a sua empresa trabalhe com parcelamento ou ofereça prazo para que os clientes efetuem o pagamento, tenha tudo isso registrado.

Saiba quem está com o pagamento pendente, tenha o contato dessa pessoa e o valor em aberto. Isso vai ajudar a efetuar as cobranças de forma organizada, evitando que a empresa fique no prejuízo.

Inclusive, ofereça diferentes formas de pagamento para os seus clientes, como cartão de crédito na maquininha e boleto bancário, por exemplo. Esse é um fator que facilita a própria cobrança, porque você disponibiliza para o consumidor diferentes opções e ele pode escolher a que for melhor para o seu próprio controle financeiro.

Facilite a compreensão visualmente

Você pode adotar um software de gestão de fluxo de caixa ou criar uma tabela em algum programa de computador que já utilize. O importante é criar atalhos visuais, como por exemplo:

– Uma cor para a receita e outras para as despesas;
– Etiquetas que classifiquem a categoria das entradas e saídas.

Parece algo simples, mas vai facilitar a leitura desse relatório. Adotando essas estratégias, ao olhar para o fluxo de caixa, será possível começar a compreender instantaneamente como as movimentações estão acontecendo.

Gerencie o estoque

Saber exatamente o que você tem estoque ajuda a entender quanto de capital a empresa tem bloqueado e projetar as próximas compras, que vão impactar diretamente no fluxo de caixa.

É importante entender que a gestão do fluxo de caixa vai além de montar uma tabela: é preciso entender como todas as áreas do negócio impactam nas suas entradas e saídas.

Será um prazer ajudar a manter a saúde financeira da sua empresa. Acesse o nosso site e conheça nossas soluções.