Open Banking ou Sistema Financeiro Aberto, está chegando ao Brasil como a terceira onda da transformação digital nos meios de pagamento e também como nova forma de integrar as operações bancárias. Mas o que significa essa novidade no mundo financeiro? 

De acordo com o Banco Central, essa nova modalidade compreende o compartilhamento padronizado de dados, produtos e serviços por meio de abertura e integração de sistemas, com o uso de interface dedicada para essa finalidade, por instituições de forma segura, ágil e conveniente. 

Função contactless: entenda como comprar por aproximação

Na prática, o indivíduo pode ser cliente antigo de um banco e consultar um crédito em outro banco já demonstrando seu histórico financeiro de bom pagador. É possível também enviar dados, como os gastos no cartão de crédito, as movimentações de conta corrente e os investimentos que possui em carteira.

Por que terceira onda?

A primeira onda digital do sistema bancário aconteceu com a criação dos ATMs, os terminais de atendimento automático. O segundo passo foi a criação do internet banking, com transações on-line. Agora, acontece a reunião de todos os bancos na internet, em uma única interface. 

Esse método incentivará a inovação e o surgimento de novos modelos de negócio centrados em uma experiência do cliente, favorecendo a inclusão e educação financeira da população. O Open Banking vai acelerar a mudança dos bancos no que se refere ao entendimento da jornada de consumo dos usuários do sistema.

Auxílio Emergencial 2021: transfira o benefício para sua conta digital em 6 passos

A expectativa do mercado e do Banco Central é que outras empresas comecem a entrar no sistema financeiro, como companhias centralizadoras, que são empreendimentos que consolidam todas as informações de um consumidor e que fazem contato com as demais instituições. 

Essa empresa conseguiria, por exemplo, fazer simulações de crédito em diversas instituições diferentes em busca das melhores condições de prazo e juros, ou organizar o orçamento para que o consumidor não fique inadimplente em um banco se há dinheiro na conta de outra instituição.

Facilidades da nova tecnologia

Essa nova era está sendo instituída no país em quatro fases, tendo a primeira começado em fevereiro deste ano – sendo apenas o compartilhamento de dados das instituições sobre seus canais de atendimento e produtos e serviços mais comuns – e a quarta, programada para dezembro, será com o compartilhamento total de dados considerando as demais operações, como câmbio, investimentos, previdência e seguros.

Vendas por site ou redes sociais: dicas rápidas para vender mais

O Open Banking trará diversos benefícios para os clientes, desburocratizando os processos. Será possível reunir, em um único aplicativo, as informações de contas de diferentes instituições, proporcionando ao consumidor uma visão geral de toda a sua vida financeira. 

Com isso, os consumidores podem administrar melhor seus rendimentos, facilitando suas decisões de poupança e investimento, seu consumo consciente e a prevenção de situações de fraude.

Que tal abrir uma conta digital com as maiores facilidades para administrar suas finanças e estar preparado para quando o Open Banking se expandir? Abra agora a sua gratuitamente clicando AQUI!

Author

Deixe um comentário...