Categorias
Meios de Pagamentos

Como escolher a melhor plataforma para gerar boleto online?

Uma das maiores dúvidas do empreendedor na hora de definir suas formas de pagamento é escolher qual é a plataforma mais vantajosa para o seu negócio.

Hoje em dia existem diversas formas que facilitam e muito a vida do empresário e dos clientes, como as transferências, os depósitos, pagamentos através de aplicativos – além desses, recentemente, o Banco Central lançou a ferramenta PIX, que começa a valer em novembro.

Apesar de diversas opções, o boleto online ainda é a forma de pagamento favorita de muitos consumidores. Atualmente, diversas empresas de tecnologia em finanças oferecem a ferramenta de boletos online, mas antes de adquirir qualquer uma no mercado, analise os pontos a seguir para escolher a melhor plataforma para a sua empresa:

Praticidade e autonomia

Como é uma forma de pagamento muito utilizada, a maior parte das plataformas de pagamento digital já se acostumou com essa solução.

Os boletos deixam os clientes mais seguros das suas compras e também facilitam as transações financeiras. Além disso, o recomendado é escolher ferramentas que permitem que a sua empresa defina os números das parcelas, assim como a forma que ele será gerado, se será um a cada mês, ou uma única emissão com todas as parcelas e datas.

Acréscimo de multas e juros

A melhor plataforma para gerar boletos online também oferecerá o cálculo automático de juros e multas após o vencimento. Assim, o empresário, ou responsável pela parte financeira da empresa, não terá que se preocupar com o cálculo dos boletos atrasados, uma vez que o próprio boleto já se encarregou dessa tarefa.

Histórico do consumidor

Outra dica é optar por ferramentas que permitam a consulta das informações pertinentes dos clientes em bancos de dados como o Serasa, SCPC, SPC e outras empresas que analisam a vida financeira do consumidor.

Assim fica mais fácil definir valores, juros e até mesmo número de parcelas, de acordo com o perfil de cada cliente. Isso pode garantir uma transação mais segura e reduzir os índices de inadimplência.

Praticidade de gerenciamento

Outro diferencial de uma plataforma ideal para gerar boleto online são as ferramentas de gerenciamento para otimizar a vida do empresário.

Através de relatórios e análise da vida financeira da empresa, os gestores conseguem ter mais controle da situação de cada cliente, verificar quais pagamentos foram realizados e quais ainda estão pendentes, quantas parcelas existem em aberto, entre outras praticidades.

Cada dado pode ser analisado de forma individual, fazendo com que as cobranças e contato com os clientes funcionem de maneira única. Além disso, algumas plataformas também oferecem auxílio com o gerenciamento da saúde financeira da empresa.

Outro ponto que deve ser analisado também são as taxas e juros cobrados pelas plataformas de pagamento. Algumas empresas atribuem valores altos a geração de boletos online, o que pode ser desvantajoso para a sua empresa. Por isso, analise ponto a ponto todos os tópicos.

Quer ajuda para escolher a melhor plataforma para gerar boleto online? Acesse o site da Conpay e conheça todas as soluções para a sua empresa!

Categorias
Empreendedorismo

4 dicas para reduzir a inadimplência na sua empresa

Inadimplência é um dos maiores riscos que uma empresa corre. Ninguém trabalha esperando que o cliente deixe de cumprir as suas obrigações, mas é essencial estar pronto para esse cenário.

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), quase 70% das famílias brasileiras estão endividadas. Isso é preocupante para negócios que lutam para receber esses valores em atraso.

Dado esse cenário, elaboramos um guia, com 4 dicas para reduzir a inadimplência na sua empresa e garantir a saúde financeira do negócio, mesmo em momentos de turbulência econômica. Confira:

1- Incentive o pagamento à vista

Todos sabemos o que são os juros. Eles são a garantia de que você irá receber o valor do produto. Quanto maior o prazo, maior a taxa aplicada. O inverso também é verdade. Quando compramos à vista, ganhamos desconto.

Esse é um grande incentivo para o seu cliente que gosta de parcelar as compras. Quando ele paga em uma só vez, você tem a certeza de que recebeu o pagamento integral e não vai precisar se preocupar com inadimplência no futuro.

Quanto mais pessoas pagarem à vista, menor é a taxa de dívidas futuras a serem cobradas.

2- Tome cuidado com os vencimentos

Quem decide o melhor momento de pagar uma dívida é o cliente, e sempre será assim. No entanto, o lojista deve analisar o seu negócio, o ramo que atua e compreender qual é o melhor momento para cobrar esse consumidor.

Quando recebemos o salário, a primeira tendência é pagar as dívidas, então, o ideal é estabelecer o pagamento do seu carnê em um dia próximo ao 5º dia útil do mês, pois costuma ser nessa data que os rendimentos caem em conta.

Por outro lado, se o vencimento for no dia primeiro de cada mês, a chance de o seu cliente ter gastado toda a renda aumenta, não conseguindo te pagar. Nesse caso, uma solução é criar uma margem de carência após o vencimento, ou seja, alguns dias a mais, sem cobrança de juros.

3- Ofereça mais de uma forma de pagamento

Diversificar é a palavra-chave no mundo dos negócios, mesmo quando falamos em receber pagamentos.

À vista, é uma entrada certa. Com cartão de crédito, você parcela e o risco de inadimplência é do banco, mas nem todo mundo tem acesso a um bom limite. No crediário próprio, o risco é todo seu, mas é uma maneira mais simples de permitir que um público maior faça as suas compras.

Não há uma só forma testada e comprovada como a mais eficiente. Cada uma possui vantagens e desvantagens. Quanto mais o seu cliente puder escolher, melhor você irá atendê-lo, tomando todos os cuidados e analisando caso a caso.

4- Conte com um sistema integrado de pagamentos

São inúmeros os detalhes que você deve prestar atenção para evitar a inadimplência na sua empresa. É preciso muito foco e olhar treinado para orientar o seu consumidor e orientá-lo no momento de escolher a melhor opção de pagamento.

Por meio de um sistema integrado de pagamentos, é possível unificar todas essas informações e acompanhar em tempo real como os clientes se comportam e como cada forma de receber está gerando resultados.

A Conpay é uma empresa totalmente digital que pode gerenciar as formas de pagamento para você. Emitimos boletos, link de pagamento e temos maquininhas próprias para cartão de crédito.

Entre em contato para tirar todas as suas dúvidas e compreender exatamente como a tecnologia pode ajudar a reduzir a inadimplência na sua empresa. Estamos aguardando seu contato!

Categorias
Conta Digital

Como reduzir custos com tarifas bancárias?

Atualmente, mesmo com o crescimento dos bancos digitais, muitos consumidores ainda preferem manter suas contas em bancos tradicionais. Entretanto, ter conta aberta neste tipo de instituição é garantia de tarifa bancária.

Processos como saques de dinheiro, transferências e visualização de extrato bancário são alguns dos serviços cobrados pelo banco. Porém, o que muitos consumidores não sabem é que diversas tarifas, geralmente cobradas, não precisam ser pagas.

Lista de tarifas que não precisam ser pagas pelo cliente

Dentre todos os serviços cobrados pelo banco, existem quatro que não necessitam de pagamento. Entenda mais sobre cada uma delas:

1. Tarifa sobre TED: o TED é a Transferência Eletrônica Disponível, ou seja, é um processo que envia valores para outras contas de forma mais eficiente. Para operações realizadas até às 16h, o banco é capaz de transferir o valor em alguns minutos para outra conta;
2. Tarifa sobre saque: cobrada somente quando o consumidor ultrapassa o limite de saques permitidos no mês;
3. Tarifa sobre extrato: assim como a tarifa sobre o saque, o serviço é cobrado somente quando o consumidor ultrapassa o limite de impressão de extratos permitidos no mês;
4. Tarifa sobre DOC: o DOC é o Documento de Crédito, e configura-se como uma operação simplificada de transferência de valores entre contas. O limite para a realização de um DOC é de R$ 4.999,00.

Todas as tarifas listadas integram a rotina de consumidores e clientes dos bancos e, geralmente, as instituições costumam cobrar pelo serviço unificado ou por um pacote que contemple todas as operações, com determinados limites por mês.

4 dicas para reduzir o gasto com as tarifas geradas pelo banco

Verifique agora as principais dicas para gastar menos ou nada com algumas tarifas bancárias indispensáveis:

1. Negociação

Caso os procedimentos sejam extremamente necessários para sua rotina, é válido conversar com o gerente e relatar sua insatisfação com o oferecido.

Como em qualquer instituição financeira, o interesse será de mantê-lo como cliente com sua conta ativa. Por isso, é esperado que o gerente faça o possível para que o consumidor não mude de banco.

2. Online

Experimente solicitar serviços online, para diminuir o número de faturas impressas e outros papéis que podem acarretar gastos e cobranças à toa. Além de sustentável, a prática é cada vez mais comum para serviços bancários de qualquer tipo.

3. Redução

Reduzir o número de vezes que realiza saques também pode ser uma estratégia, pois o banco permite que apenas alguns sejam efetuados por mês. Planeje uma quantia de dinheiro que sirva para o tempo que necessita, e evite cobranças desnecessárias.

4. Digital

Como dito anteriormente, a iniciativa digital para instituições financeiras é um dos setores que mais cresce atualmente. A criação de uma conta corrente digital isenta o consumidor de diversas tarifas, muitas que sequer são utilizadas por ele.

Entretanto, o banco geralmente efetua cobranças de qualquer procedimento que exija o serviço de um gerente, caixa ou atendente da instituição. Por isso, é essencial estar bem informado para escolher a opção que melhor se encaixa na situação do consumidor.

Acesse o site agora e veja como a Conpay pode auxiliar sobre o tema!