Categorias
Finanças Pessoais

As melhores dicas para separar as suas finanças pessoais da empresa

A mistura do mundo pessoal com o mundo profissional é algo que dificilmente dá certo em vários setores e um deles,  é o setor financeiro. Finanças de uma empresa e finanças pessoais devem estar muito bem claras e separadas uma das outras.

O motivo é que a mistura do dinheiro pessoal e do dinheiro da empresa é, em grande parte das vezes, responsável pela falência ou sérios problemas financeiros e internos da corporação. Isso, sem dúvidas, reflete em todos os âmbitos.

Por que as duas coisas se misturam?

Lógico que esse fator não é unanimidade em relação às finanças, mas grande maioria dos empreendedores não possui Educação Financeira. Isso não significa que não saibam gerenciar o seu negócio.

No entanto, significa que não possuem maturidade emocional financeira para não mexer no dinheiro corporativo. Outros motivos podem ser a ausência de uma reserva de emergência da empresa e uma reserva pessoal, o que ocasiona na mistura de ambas as finanças.

Contudo, problemas financeiros já existentes anteriormente, podem forçar muitos empreendedores a misturar ambas as finanças. A boa notícia é que, seguindo as nossas dicas, é possível adquirir uma noção muito melhor de como controlar ambos os lados.

1. Tenha uma conta bancária para a empresa

Fica mesmo difícil se controlar vendo tanto dinheiro cair em sua conta. Porém, além de ser algo mais profissional, abrir uma conta bancária corporativa agrega muito mais autocontrole e organização para as finanças.

Isso porque quando as despesas se misturam, é muito difícil para saber se a empresa está dando lucro ou prejuízo. Este é um sinal de extremo perigo e pode ser um aviso de que as coisas precisam ser mais organizadas.

2. Crie planilhas

Sabemos que planilhas são chatas de serem feitas, mas também são necessárias. A boa notícia é que elas podem ser utilizadas por tempo determinado, somente até a conta profissional ser aberta e as finanças começarem a ir para o lugar.

Porém, é muito importante uma planilha onde contenha registros de:

– Reservas de emergência;
– Caixa;
– Lucro;
– Gastos;
– Entre outros.

Além disso, é válido frisar que a planilha não pode ser a mesma para finanças pessoais e profissionais. Se for criá-la, é melhor separar as duas.

3. Se pague

Um dos maiores motivos de fazer com que o empreendedor misture a vida financeira pessoal e a profissional, é não se pagar. Mesmo que você seja o proprietário do seu negócio, você deve e merece receber um salário.

Se o seu negócio é novo e seu salário é de R$ 100, então, que seja de R$ 100. É importante que você saiba pagar todo o esforço que fez para manter a empresa.

Decisões de grande importância

Existem várias formas de separar e de controlar as finanças pessoais e profissionais. Buscando por um sistema adequado e investindo no conhecimento financeiro, é possível evitar cometer deslizes e ainda garantir uma ótima rentabilidade, para si e para a empresa.

Acesse a Conpay e tenha acesso às soluções mais inovadoras do mercado.